Investimento em Mogno Africano
A floresta de Mogno-africano é um investimento de longo prazo e com baixo risco, o que se assemelha a investimentos de renda fixa como poupança, CDB, Títulos da Dívida Pública, entre outros presentes no Brasil. Porém, ao contrário dessas aplicações, o retorno financeiro do mogno é extremamente alto, característica de aplicação em renda variável.
A cada ano, aumenta o número de pessoas físicas e empresas, munidas de informação, recursos e assessoria técnica que investem em reflorestamentos. Já a silvicultura extrativista, que explora florestas naturais, busca sobreviver em meio à diminuição de áreas de exploração e aos altos custos logísticos e ambientais. Investimentos florestais em regiões que ainda não estão habituadas com o cultivo de mogno tornam-se disseminadores de conhecimento e experiência necessários, visto como oportunidade para desenvolver novos projetos florestais.